V - Um Profeta como Moisés

“O Senhor teu Deus te suscitará um profeta no meio de ti, de teus irmãos, semelhante a mim, a ele ouvirás" (Dt.18:15)

Os rabinos e mestres dizem que esta profecia seria para Josué, mas Josué nunca foi profeta. Porém João Batista (Jo.1:19-27) prova que este profeta não havia ainda se manifestado. Os judeus mandaram uma delegação com uma pergunta a João Batista: “És tu o Elias? És tu o Cristo? És tu o profeta?” Aí está a dúvida dos judeus daquela época, ainda esperavam a chegada do Profeta, conforme a profecia do texto em estudo.

O conteúdo desta profecia

Moisés, representante da Lei, fala de outro profeta, que diria coisas que todos teriam de ouvir (uma menção de sua dificuldade em se fazer ouvir diante do povo rebelde). Ora, Moisés era o representante da Lei, para que outro profeta semelhante a ele?

Claro que não é esta a questão. Fica bem claro e ilustrado de que a lei não era revelação suficiente e final, haveria algo maior no futuro.

"Vendo, pois, os homens o sinal que Jesus fizera, disseram: Este é verdadeiramente O PROFETA que devia vir ao mundo" (Jo.6:14)